PÓS - CRIMINOLOGIA

 

 

Pós-Graduação Lato Sensu

CRIMINOLOGIA

 

As transformações experimentadas pelas sociedades contemporâneas, inseridas nem um contexto globalizante, interativo, e, paradoxalmente conflituoso, com inovações tecnológicas, cujos riscos para o plano sócio-político são em geral desconhecidos ou controvertidos, fazem emergir fenômenos de índole comportamental violentos e socialmente indesejados que se projetam na relação Estado/cidadão. Isto porque, a este primeiro, ao Estado, cabe, não só a garantia de segurança de todos os cidadãos diante da investida alheia, mas também a promoção de meios que garantam a emancipação humana, com a formação de um sujeito livre, autônomo, mas solidariamente consciente de seu papel singular e ativo para a realização dos objetivos pretendidos em uma sociedade projetada sobre as balizas do bem estar social. Uma reflexão responsável sobre as questões abordadas e seus diversos desdobramentos não pode passar à margem de um estudo sobre a criminologia, tanto em seu aspecto tradicional ou positivista, quanto crítico ou radical. É preciso identificar o perfil dos atuais agentes transgressores e suas condutas, que rompem com a harmonia do tecido social contemporâneo. Estes comportamentos são, em geral, fruto de choques culturais, da emergência de valores em coletividades até então portadoras de traços identificativos homogêneos, de possibilidades tecnológicas alargadas, do crescimento de movimentos migratórios, da revolta crescente em relação às desigualdades sociais e da luta para obtenção de um poder político instituído não mais em esfera nacional, mas internacional. O terrorismo, os crimes praticados pela internet, os crimes de lavagem de dinheiro, a necessidade de revisitar questões sobre a tutela penal da intimidade, o tráfico internacional de drogas, a pedofilia, a criação de uma justiça penal internacional são apenas alguns exemplos desta realidade superficialmente retratada. Contudo, é também preciso comparar estas novas formulações com as anteriores visões sobre hipóteses criminógenas.

 

Coordenador(a):

Denise Aparecida Morelli Ribeiro

Pablo Abdon da Costa Francez

 

Carga Horária:

420 horas

 

Público Alvo:

Portadores de Diplomas de Curso Superior. É aberto aos interessados no tema e aos que atuam em atividades relacionadas à criminologia (Policiais, Educadores, Agentes Penitenciários dentre outros profissionais) desde que portadores de diploma de nível superior.

 

Oferecimento:

Um fim de semana por mês (sexta das 18:00 às 22:30; sábado das 8:00 as 12:30 e das 14:00 as 18:30; domingo das 8:00 as 12:30).

Certificação:

Os certificados dos cursos presenciais serão expedidos pela Secretaria da FACON, assinados pelo responsável e pelo diretor da FACON.

As informações contidas nos certificados são estabelecidas pelo Art. 7o da Resolução CNE/CES no 1/2007, sendo que a fidedignidade das informações é de responsabilidade do Gestor do Polo.

 

Matriz Curricular do Curso

Atividades Extra Curriculares

Se você se interessar por este curso, entrar em contato pelos números: (96) 3225-4638 ou 99906-1821.

 

Copyright © 2017 - Instituto Nacional de Perícias e Ciências Forenses - INFOR